Parques  Nacionais

  Abrolhos
  Amazônia - PA/AM
  Aparados da Serra
  Araguaia - GO
  Brasília - DF
  Cabo Orange - AP
  Chapada Diamantina
  Chapada dos Guimarães
  Chapada dos Veadeiros
  Emas - GO
  Fernando de Noronha
  Grande Sertão Veredas
  Iguaçu
  Ilha Grande
  Itatiaia - RJ/MG
  Jaú - AM
  Lagoa do Peixe - RS
  Lençóis Maranhenses
  Monte Pascoal
  Monte Roraima - RR
  Pantanal M.
  Pico da Neblina - AM
  São Joaquim - SC
  Serra da Bocaina
  Serra da Canastra - MG
  Serra da Capivara - PI
  Serra do Caparaó
  Serra do Cipó - MG
  Serra do Divisor - AC
  Serra do Superaqui - PR
  Serra dos Órgãos - RJ
  Sete Cidades - PI
  Tijuca - RJ
  Ubajara - CE



 

PACAÁ  NOVOS

As leis de proteção ambiental não conseguiram sair efetivamente do papel para chegar à Amazônia Oriental. Quem já chegou por lá, apesar do difícil acesso, foram as queimadas, os desmatamentos e a impunidade dos exploradores. As terras dos antigos índios uru-eu-uau-uau e uru-pan-in são, na verdade, terras de ninguém onde estão guardadas belezas naturais ameaçadas pela cobiça do homem.

Em 1979 foi criado o Parque Nacional de Pacaás Novos com o intuito de proteger um importante refúgio ecológico da Bacia Sedimentar Amazônica. A área de 764.801 hectares coincide com o território dos índios uru-eu-uau-uau e uru-pan-in, cujos primeiros contatos pacíficos com o homem branco só foram feitos no início da década de 80.

LOCALIZAÇÃO
O Parque Nacional de Pacaás Novos está localizado no centro-oeste de Rondônia, pertencendo aos municípios de Mirante da Serra, São Miguel do Guaporé, Alvorada d`Oeste, Governador Jorge Teixeira, Campo Novo, Nova Mamoré e Guajará-Mirim.
O acesso ao parque é bastante de difícil. A partir de Porto Velho ou Cuiabá, pegar a BR-364 até o entroncamento de Ariquemes. Daí é preciso percorrer 60 km de estrada de terra até Campo Novo, nos limites do parque.
Endereço para contato: Avenida Gov. Jorge Teixeira, 3559, Porto Velho - RO
CEP 78904-320 tel: (69) 224-6568

CLIMA
O clima é tropical quente e úmido com temperatura média anual entre 24°C e 26°C. O melhor período para visitação vai de junho a agosto, sendo o mais seco.

ASPECTOS NATURAIS
O relevo do parque chega a lembrar o das chapadas brasileiras, apresentando muitas grutas, cachoeiras - algumas com até 50m de altura - e uma rica rede hidrográfica, abrigando as cabeceiras dos principais rios da região (Madeira, Mamoré e Guaporé). O ponto mais alto do Estado, o Pico do Tracoá (1230m) encontra-se nos limites de Pacaás na serra de mesmo nome. Outras duas serras, a do Uopianes e a dos Pacaás Novos estão presentes, recobertas por mata densa.
Estando em uma área de transição entre Floresta Amazônica densa e o Cerrado, exibe espécies como a seringueira, o ipê-amarelo, a castanheira, a palmeira babaçu, além de samambaias, periquiteiras e ipês na área de Cerrado.
Sua fauna possui onças-pintadas, bugios, tamanduás-bandeira e macacos-da-noite representando os mamíferos. Entre as aves, estão papagaios, tucanos e araras ameaçadas de extinção.

ATRAÇÕES
Dezenas de cachoeiras, algumas ainda sem nome, espalham-se pelo Parque Nacional de Pacaás Novos. Rios, trechos de floresta intocados e diversos animais fazem da região um excelente destino para a prática do turismo de aventura. Outro atrativo são as tribos indígenas uru-eu-uau-uau e uru-pa-in. Dificilmente o parque recebe visitantes por não ter infra-estrutura e nem uma via de acesso. Visitá-lo pode ser realmente uma grande aventura.

INFRA-ESTRUTURA
O Parque Nacional de Pacaás Novos não possui nenhuma infra-estrutura. As cidades de apoio são Ariquemes, a 60km, com hotéis pousadas e restaurantes e Porto Velho, a 262km, contando com uma infra-estrutura um pouco melhor.

 

www.amadeusturismo.com.br     -     Todos os direitos reservados