Parques  Nacionais

  Abrolhos
  Amazônia - PA/AM
  Aparados da Serra
  Araguaia - GO
  Brasília - DF
  Cabo Orange - AP
  Chapada Diamantina
  Chapada dos Guimarães
  Chapada dos Veadeiros
  Emas - GO
  Fernando de Noronha
  Grande Sertão Veredas
  Iguaçu
  Ilha Grande
  Itatiaia - RJ/MG
  Jaú - AM
  Lagoa do Peixe - RS
  Lençóis Maranhenses
  Monte Pascoal
  Pacaás Novos - RO
  Pantanal M.
  Pico da Neblina - AM
  São Joaquim - SC
  Serra da Bocaina
  Serra da Canastra - MG
  Serra da Capivara - PI
  Serra do Caparaó
  Serra do Cipó - MG
  Serra do Divisor - AC
  Serra do Superaqui - PR
  Serra dos Órgãos - RJ
  Sete Cidades - PI
  Tijuca - RJ
  Ubajara - CE



 

MONTE  RORAIMA

Nas fronteiras entre o Brasil, Venezuela e a Guiana existem montanhas únicas no planeta, formadas há milhões de anos. Os tepuis, como são chamadas pelos índios, são imensos platôs com 3 mil metros de altitude. Lá o tempo não existe. O que existem são lendas e mistérios encobertos pela neblina que envolve os tepuis, assustando e fascinando homens há tempos. Esse clima de mistério levou o escritor inglês Conan Doyte, o criador de Sherlock Homes, a escrever a ficção "O Mundo Perdido".

O Monte Roraima, um dos pontos culminantes do Brasil com 2.875m, é a morada do deus Macunaíma, segundo a lenda dos índios caribés para explicar sua formação e a diversidade de ecossistemas das savanas amazônicas. Para protegê-lo foi criado em 1989 o Parque Nacional do Monte Roraima abrigando 116.000 hectares.

LOCALIZAÇÃO
O Parque Nacional do Monte Roraima localiza-se no norte de Roraima, na fronteira com a Venezuela e Guiana, integrando a Serra Pacaraíma.
O acesso é feito a partir de Boa Vista, percorrendo 380km de estrada de terra passando por Uraricoera e Água Fria. Depois é preciso seguir três dias caminhando. O ponto de partida para subir o Monte Roraima fica na Venezuela, na aldeia dos índios paray-tempuís, os melhores guias da região.
Endereço para contato: Av. Brigadeiro Eduardo Gomes, 1.332, Boa Vista - RR
CEP 69304-650 tel: (95) 6930-4650

CLIMA
O clima da região é tropical quente e úmido, com temperatura média anual entre 24°C e 26°C. A época menos chuvosa, em que as trilhas ficam melhores, vai de dezembro a março. Nos períodos chuvosos, a viagem se torna uma grande aventura, mas em compensação as cachoeiras formadas nos tepuis ficam espetaculares.
Em qualquer época, faz frio à noite em cima do platô.

ASPECTOS NATURAIS
O Monte Roraima faz parte do Maciço Paracaíma, que começou a surgir há cerca de 1,8 bilhão de anos. A área do parque é toda coberta por formações de Floresta Amazônica abrigando uma grande diversidade de fauna e flora. O mais interessante é que no parque existem várias espécies endêmicas. Flores e bromélia incrementam ainda mais a paisagem da região.

ATRAÇÕES
Espécies vegetais exóticas, algumas endêmicas da região, integram a paisagem já curiosa pelas estranhas formações rochosas que lembram dinossauros. Esse cenário povoou o imaginário dos rimeiros conquistadores do Roraima, com lendas e medos. Eles acreditavam que ali viviam monstros e dinossauros.
Um grande espetáculo são as cachoeiras que despencam dos temuis. Uma delas, o Salto Angel, é a maior queda d´água do mundo com 979. Devido às constantes chuvas, a região possui inúmetas pequenas lagoas e rios, como o Cotingo.
Para quem gosta de aventuras, chegar ao topo do Monte Roraima em 3 ou 4 dias de caminhada, observando toda essa paisagem diferenciada, passando por lugares como o Vale dos Cristais e o Grande Poço, é uma experiência inesquecível.

INFRA-ESTRUTURA
O parque não possui infra-estrutura alguma. Quem quiser se aventurar pelo Monte Roraima só tem a opção de acampar.
Próximo ao parque, a cidade com melhor infra-estrutura é Boa Vista.

 

www.amadeusturismo.com.br     -     Todos os direitos reservados